News: Os vencedores do Oscar 2012! (com rápidos comentários)

Não tem jeito: quando o Oscar chega, quem esteve mais atualizado com as premiações já tem uma ideia de quem vai ganhar em praticamente todas as categorias. E no Oscar 2012 não foi diferente: com raras (mas na sua maioria bem-vindas) surpresas, em meio a uma premiação que mostrou que a Academia cansou de tentar dar mais dinamismo à cerimônia, quem venceu já estava consagrado há meses. No fim, a vitória foi de O Artista, como esperado.

Apesar de óbvio, já fazem alguns anos que o Oscar não tem um resultado tão merecido. Entre piadinhas de Billy Crystal, a maravilhosa vitória de Meryl Streep e A Invenção de Hugo Cabret deixando os fãs de Harry Potter em cólicas, confira os vencedores do Oscar 2012!

Melhor Filme

A Academia seguiu o esperado e quem levou o prêmio de Melhor Filme foi para O Artista! Mas devo dizer que mesmo óbvio, foi o resultado mais justo dos últimos anos. Depois de ver obras superestimadas como O Discurso do Rei e Guerra ao Terror ganhar em cima de filmes como Cisne Negro, A Rede Social e Bastardos Inglórios, foi ótimo finalmente ver um filme que realmente mereça toda essa aclamação levando o prêmio principal. Falarei mais de O Artista em breve, mas só digo que era um dos que mais merecia essa estatueta (e adorei ver o cachorrinho Uggie na cerimônia, haha). 

Melhor Diretor

Não sei porque, tinha esperança que a Academia ia separar os prêmios de Filme e Diretor e premiar Scorsese uma segunda vez. Isso acabou não acontecendo, mas levou um dos que mais merecia (e minha aposta oficial também, hehe). Em Melhor Diretor, venceu Michel Hanazavicius, pela sua impecável direção em O Artista. Quase todos os indicados fizeram trabalhos belíssimos na direção, mas a verdadeira ousadia do francês em fazer um filme como O Artista fez a diferença.

Melhor Ator

Ao que parece, o vencedor da categoria de Melhor Ator será um rosto que veremos muito nos próximos anos. Apesar de muita gente ter apostado em George Clooney, venceu a atuação espetacular de Jean Dujardin em O Artista, em mais um prêmio muito merecido para o filme. Qualquer um que confere sua performance nota o motivo de tanto prestígio: Dujardin cumpre com louvor o grande desafio de atuar num filme mudo com uma atuação  espetacular, que nos faz rir e chorar. Sem contar que o seu inegável carisma, bem evidente na hora em que aceitou o prêmio, ajudou na vitória.

Melhor Atriz

E finalmente, depois de mais de 30 anos de inúmeras indicações, uma das maiores atrizes do Cinema foi mais uma vez consagrada. Quem levou em Melhor Atriz (de longe, a categoria mais disputada da noite) foi Meryl Streep, pela sua arrebatadora performance em A Dama de Ferro. Por mais que estivesse torcendo para Rooney Mara este ano, não tenho o que reclamar: Streep é minha atriz favorita e uma lenda do Cinema e aposto que a Academia só estava esperando uma atuação que justificasse MESMO uma terceira vitória dela. Bem, aí está, finalmente. Um dos melhores discursos da noite também, diga-se de passagem.

Melhor Ator Coadjuvante

Um dos melhores momentos da noite foi na categoria de Melhor Ator Coadjuvante, que finalmente consagrou Christopher Plummer com o seu primeiro Oscar. Considerado um dos maiores atores do Cinema e com uma carreira extensa (mais de 200 filmes!), Plummer não havia sido reconhecido pela Academia até agora. Mas seu inigualável trabalho em Toda Forma de Amor (onde interpreta um homem de 75 anos que resolve assumir a homossexualidade após a morte da esposa) enfim garantiu sua mais do que merecida estatueta, não só pelo filme, mas pela carreira. Antes tarde do que nunca.

Melhor Atriz Coadjuvante

Acredito que essa ttenha sido a única injustiça da noite. Em Melhor Atriz Coadjuvante, a Academia preferiu premiar Octavia Spencer, pela sua performance em Histórias Cruzadas, ignorando o ano fantástico de Jessica Chastain (eu sei que ela foi indicada por uma atuação, mas convenhamos que isso foi o que menos contou aqui, então, já merecia só pelo que fez em 2011) e o belo trabalho de Bérènice Bejo. A atuação de Spencer é muito boa sim, mas não merecia nem a indicação, quanto mais o prêmio. Mas enfim, como em tantas outras categorias, outras questões fizeram a diferença aqui…

Melhor Roteiro Adaptado

Como eu previa, em Melhor Roteiro Adaptado prestigiaram Os Descendentes, afinal, o filme foi indicado em três outras categorias principais e foi muito prestigiado na temporada de premiações então, era o que o “protocolo” pedia. E sinceramente, venceu só por isso, porque se fosse pra efeito de comparação de qual é o melhor roteiro ali, O Espião que Sabia Demais estaria com um Oscar agora (e Millenium teria sido indicado né). A vitória só valeu pelo Jim Rash (o Dean de Community!) zoando com a pose de Angelina Jolie no palco (na foto), HAHAHAHA.

Melhor Roteiro Original

Não tinha como outro filme vencer em Melhor Roteiro Original. Aqui o Oscar foi para Meia-Noite em Paris, de longe um dos melhores filmes da carreira de Woody Allen, com um dos roteiros mais brilhantes do cineasta também. Era outra categoria excelente (até Bridesmaids merecia), mas quem venceu foi de longe o melhor mesmo. Uma pena que sequer apareceu na cerimônia, queria ter visto seu discurso.

Melhor Animação

Houve muita discussão se As Aventuras de Tintin deveria ter entrado na categoria, já que muita gente (inclusive quem trabalha com animação) diz que motion-capture não devia ser levado em conta nessa categoria. Tenho as minhas opiniões sobre isso (não existe lugar para esse tipo de filme e essa categoria é a mais próxima disso, mas enfim), mas de qualquer maneira, ter deixado a fantástica produção de Spielberg de fora tirou o que poderia ser o único momento imprevisível da noite, já que ele foi a grande concorrência do vencedor de Melhor Animação nas outras premiações. Quem levou foi Rango, que num ano em que a Pixar errou feio, foi a grande animação do ano, junto com Kung Fu Panda 2.  Mereceu, mas como eu queria ter visto a vitória de Tintin

Melhor Trilha Sonora Original

Nem tenho o que dizer aqui. Um dos grandes motivos de O Artista ser esse filme fantástico é a incrível trilha sonora de Ludovic Bource. Por mais que as trilhas de Tintin, O Espião que Sabia Demais e Hugo Cabret fossem excelentes, o trabalho de Bource é incomparável e, peloamordedeus, a sua importância para o filme dispensa comentários. Em Melhor Trilha Sonora Original, não tinha pra ninguém, era O Artista desde que o filme começou a fazer barulho em Hollywood (com o perdão do trocadilho, haha).

Melhor Canção Original

E foi em Melhor Canção Original que os brasileiros resolveram tomar as dores (não vou nem falar sobre o fato do país que jogou garrafas na cabeça de Carlinhos Brown de repente passar a amá-lo incondicionalmente). Sim, eu continuo achando Carlinhos Brown um cara absurdamente irritante, mas também digo que sim, ele merecia o Oscar por “Real in Rio”. Independente do que acho dele, a música é fantástica e conquista na primeira ouvida. Já “Man or Muppet”, entre tantas outras músicas mais bacanas (e mais merecedoras de prêmios) de Os Muppets, é bem bobinha (apesar de ser grudenta). Mas estamos falando de personagens que são parte da cultura americana contra uma música que transborda cultura brasileira. A vitória era óbvia… injusta, mas óbvia.

Melhor Fotografia

Uma das únicas surpresas da noite foi em Melhor Fotografia, onde A Invenção de Hugo Cabret foi o grande vencedor. O filme também merecia, tem uma fotografia espetacular, mas todo mundo tinha certeza que Emmanuel Luzbezki seria reconhecido pelo seu trabalho incrível em A Árvore da Vida. Mas não foi uma surpresa tão desagradável.

Melhor Montagem

Segunda (e excelente!) surpresa da noite foi em Melhor Montagem, que garantiu pelo menos um (merecidíssimo, diga-se de passagem) Oscar para Millenium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres, um dos melhores filmes do ano passado.

Melhores Efeitos Visuais*

A terceira surpresa da noite foi em Melhores Efeitos Visuais, onde A Invenção de Hugo Cabret derrotou Planeta dos Macacos: A Origem, que já era considerado o vencedor por quase todo mundo. O filme também merecia, já que os efeitos visuais (como esse vídeo mostra) são de encher os olhos, mas bem que Caesar merecia reconhecimento. Isso sem contar Harry Potter. Mas a vitória foi justa, apesar de tudo.

*vídeo com spoilers a partir dos 6:12

Melhor Figurino

Em Melhor Figurino, a vitória de O Artista já era esperada e, convenhamos, bem merecida. Nem há muito o que comentar aqui.

Melhor Direção de Arte

Mais uma categoria para os fãs de Harry Potter se irritarem com o filme de Scorsese, mas se outro filme ganhasse Melhor Direção de Arte, simplesmente não faria sentido. A Invenção de Hugo Cabret traz um trabalho de direção de arte impecável.

Melhor Maquiagem

Três concorrentes fortíssimos e a última chance de Harry Potter levar qualquer coisa nos seus dez anos de jornada nos cinemas. No entanto, o prêmio de Melhor Maquiagem foi para A Dama de Ferro, algo que mesmo eu, fã de Harry Potter, não posso reclamar porque, convenhamos, foi um trabalho respeitável.

Melhor Edição de Som e Mixagem de Som

Em Melhor Edição e Mixagem de Som, o resultado seria Millenium ou quem acabou vencendo, confirmando uma dominação nas categorias técnicas: A Invenção de Hugo Cabret, que de fato é tecnicamente fantástico, também foi premiado nas duas categorias.

__________________________________________________________

Outras categorias:

Melhor Filme Estrangeiro: A Separação (Irã)
Melhor Documentário: Undefeated
Melhor Documentário em Curta-Metragem: Saving Face
Melhor Curta-Metragem: The Shore
Melhor Curta-Metragem de Animação: The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore

____________________________________________________________

Como já deve ter ficado claro, fiquei bem satisfeito com o Oscar 2012, salvo as injustiças de Atriz Coadjuvante e Canção Original. De resto, mesmo sendo absurdamente óbvio (não foi só uma das premiações mais justas, como também uma das mais óbvias), foi bom afinal, a maioria das obviedades mereciam ganhar. Fale aí nos comentários o que achou da premiação, dos vencedores e se concorda ou discorda de algo dito por aqui.

E para 2013, Tarantino está de volta com um western, Peter Jackson retorna a Terra-Média e Christopher Nolan traz o capítulo final da espetacular trilogia de Batman, isso sem contar tantos outros filmes promissores que vem aí esse ano. Bem… até o Oscar do ano que vem!

Anúncios

7 comentários sobre “News: Os vencedores do Oscar 2012! (com rápidos comentários)

  1. Sim, foi a parte de Peter Jackson ao qual me referi, hahaha. É o filme que mais aguardo em 2012, não ia esquecer ele de jeito nenhum, hehehe

  2. Para a premiação do ano que vem tem Prometheus que acho que deve levar alguma categoria técnica, Les Miserables que deve concorrer nas principais categorias (por causa do Tom Hooper) e Gravity do Cuáron é uma grande aposta também. Também tem os novos filmes de Burton (Frankenweenie e Dark Shadows) e do Allen (Nero Fiddled) que sempre merecem atenção.

  3. A palavra desse post é JUSTO! Como você mesmo repetiu tantas vezes..
    O Oscars dados tinha base para tal, tinham realmente um motivo, e não foi apenas capricho da Academia..

    Mas, no fundo, fica a vontade de Harry Potter ter ganhado algo.. mereciam!

  4. Bom texto e uma excelente sintese das principais premiacoes do Oscar nesse ano. Destaco que tambem, como a maioria, apostei no George Clooney pra levar o Oscar de melhor ator, mas como voce disse acima creio que o Jean deva ter merecido mais por sua atuacao “espetacular” (Da qual ainda nao vi). E uma mencao honrosa a uma das maiores atrizes de todos os tempos, Meryl Streep, serio mesmo, voce eh foda demais! (Sei que ela nao vai ler isso, ate porque o blog nao tem “credenciais” para tal divulgacao hahaha mas ela eh foda mesmo).

    Obs.: VEM, BATMAN, VEM.

  5. Sem contar que o seu inegável carisma, bem evidente na hora em que aceitou o prêmio, ajudou na vitória. [2]

    Isso é muito verdade, ele e a Berenice são muito carismáticos, esbanjam simpatia.

    Eu tava torcendo pra Viola pra Melhor Atriz, mas não tem como achar ruim um Oscar pra Meryl, mesmo o filme sendo meio chato, ela é incrível.
    Não achei a Rooney isso tudo e ela é nova ainda né, se continuar assim, ganhará um logo logo.

    “enfim garantiu sua mais do que merecida estatueta, não só pelo filme, mas pela carreira. Antes tarde do que nunca.” [2] 100+ Passando da hora do Plummer ganhar.

    COMO ASSIM INJUSTIÇA DA NOITE AMG??? Amei a vitória da Octavia, amei The Help, amei a Viola, a Bryce, a Emma, amei esse filme. Poxa, fiquei entre ela e Jessica Chastain, óbvio, esse foi o ano dela, mas achei justíssima a vitória dela. ‘-‘

    “Não tinha como outro filme vencer em Melhor Roteiro Original. Aqui o Oscar foi para Meia-Noite em Paris, de longe um dos melhores filmes da carreira de Woody Allen, com um dos roteiros mais brilhantes do cineasta também. Era outra categoria excelente (até Bridesmaids merecia), mas quem venceu foi de longe o melhor mesmo. Uma pena que sequer apareceu na cerimônia, queria ter visto seu discurso.” [2]

    Disse tudo. Amo Meia-Noite em Paris.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s