Retrospectiva 2010: Os micos do mundo do cinema

Normalmente, aqui eu falaria quais foram os piores filmes do ano. Mas em 2010, aconteceu tanta coisa ruim ou constrangedora no mundo do cinema em geral, que foi necessário mudar o post. Foi Stallone com sua piada sem graça que foi interpretada errada pelos patriotas exaltados do nosso país, Joaquin Phoenix acabando com uma das farsas mais toscas que Hollywood já presenciou e filmes de Quentin Tarantino estreando com três ANOS de atraso aqui no Brasil. Entre essas e outras, confira os maiores micos no mundo do cinema em 2010:

5 – A versão brasileira de High School Musical: Como um filme, a versão original  já não é uma maravilha,então, começou mal. Aí adiciona-se o fato de ser uma versão brasileira – perigo nível 2 – com um protagonista escolhido num reality show – perigo nível 3 – com participação especial de Wanessa Camargo – explosão do medidor. Sério, eu nem sei o que comentar do resultado final disso, porque simplesmente não tive coragem de assistir. Em parte pela minha integridade mental, mas também porque minha barriga doeu com tantas risadas que dei quando eu vi o trailer, então o filme soou como perigo de vida pra mim, por isso (e só por isso, claro) evitei.

4 – A farsa de Joaquin Phoenix: Num dia como qualquer outro do ano passado, Joaquin Phoenix (um ator excelente e sempre elogiado pela crítica) simplesmente anunciou que estava encerrando sua carreira como ator. Deixou crescer uma barba medonha e disse que ia virar rapper. Teve quem achou que era piada, teve quem pensou que ele estava louco (literalmente). Depois de uns vídeos dele fazendo “shows” e uma histórica entrevista no programa de David Letterman, Phoenix ressurgiu esse ano, com o visual habitual dele, dizendo o que todo mundo já sabia: era tudo brincadeira, parte de um documentário em que ele fazia o papel principal. Ele riu da situação toda, mas… só ele.

3 – O Brasil em Mercenários: A presença do nosso país no filme descerebrado de Stallone causou micos que nem tem a ver com o fato do Brasil surgir como uma terra latina com um ditador que fala espanhol (!!). O comentário do brucutu dizendo que aqui podia se explodir tudo e no fim do dia, iríamos sorrir para eles e ainda dar um macaco de presente gerou uma revolta generalizada de imprensa e de um público que adora xingar o país mas tem pedras prontas pra quem faz o mesmo. E quando parecia que não dava pra ficar melhor, Sly tenta consertar e diz que foi só uma piada… Stallone, quando cansar do cinema, tem vaga aberta no Zorra Total, ok?

2  – Muito marketing, pouco 3D: Você já viu no post anterior que tivemos dúzias de lançamentos em 3D nos cinemas esse ano, deixando a agenda dos multiplexes apertada, pois a maioria conta com apenas uma sala com suporte para a tecnologia. Bem… dúzias na teoria. Na prática, o que houve foi um jeito fácil de conseguir uma boa bilheteria, com conversões apressadas e mal-feitas de filmes concebidos em 2D. Muitos perderam o sentido quando foram passados para 3D e quase todos fizeram o público sair do cinema querendo os mais de 20 reais do ingresso de volta. Só tivemos três filmes verdadeiramente em 3D nesse ano. E pelo que parece, em 2011, a história só vai se repetir…

1 – Grandes filmes, pequenos lançamentos no Brasil: Demorou um pouco, mas nosso país passou a ganhar certo respeito quando o assunto é distribuição de filmes. A maioria dos blockbusters estreou junto com os EUA, isso quando não estreou antes. Mas as distribuidoras ainda tem mais a aprender…  Paramount, a mesma que acertou com os filmes da Marvel, fez uma enrolação incrível com Scott Pilgrim, que inicialmente iria ter estreia normal por aqui, depois, com o fracasso nos EUA, ia só pra DVD, mudou para um lançamento só em São Paulo e Rio e terminou com o filme sendo lançado em TRÊS salas de cinema em todo o estado de São Paulo, único lugar que recebeu o (excelente) filme.

E o que dizer da PlayArte e A Prova de Morte, segmento de Tarantino para o projeto Grindhouse que estreou só em julho desse ano aqui no Brasil? Detalhe: além do filme ser de 2007, nesse meio-tempo Tarantino fez Bastardos Inglórios, que já estava até em DVD por aqui quando A Prova de Morte enfim chegou aos cinemas. Se era pra ter feito isso, melhor seria ter lançado direto em DVD em 2007 mesmo. Não aprovo a pirataria, mas com atitudes como essa, a coisa fica complicada…

______________________________________________

Lembra de algum outro grande mico de 2010? Concorda com a lista? Não deixe de comentar!

E amanhã, o último post da retrospectiva… hora de ver enfim quais foram os melhores filmes de 2010. Não perca!

Anúncios

3 comentários sobre “Retrospectiva 2010: Os micos do mundo do cinema

  1. Ahhh adorei a lista! Sou super a favor pro Stallone ir pro Zorra Total, porque pra ser diretor, ele é um fiasco, hahahahah

    Eu achei absurdo tb A Prova de Morte com 3 anos de atraso… 1 a 2 anos até que é comum aqui no Brasil,rs Na lista do Blog de Ouro mesmo, tá cheio de filme de 2008, 2009 que só foi lançado aqui nesse ano…

    Abs!

  2. Realmente,estava querendo ir ao cinema hoje ver a estreia de um filme e o filme nao estreiou,2011 ta começando igualzinho o ano passado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s