Filmes: Homem de Ferro 2 (2010)

Gênero: Ação
Duração: 124min
Origem: EUA
Direção: Jon Favreau
Roteiro: Justin Theroux
Produção: Kevin Feige

Numa das primeiras cenas de Homem de Ferro 2, Tony Stark (Robert Downey Jr.) faz uma entrada triunfal na sua exposição de tecnologia – a Stark Expo – vestido de Homem de Ferro e ao som da clássica “Shoot to Thrill”, do AC/DC (o tema do filme). Tirando a armadura sob os olhos fascinados do público, ele solta:

É bom estar de volta! Sentiram saudades?

Não tem como não soltar um risinho com a frase, afinal, era como se ele soubesse o que estavamos pensando. Saudades não só do super-herói, do qual eu já virei fã, mas de me divertir tanto com um filme a ponto de sair do cinema pensando quando vou poder revê-lo. Simplesmente sensacional.

Quando Homem de Ferro estreou, em 2008, vi o filme mais por ser uma adaptação de HQ da Marvel do que pelo herói em si. Não conhecia quase nada sobre ele, mal sabia direito sobre sua origem. Depois que o filme virou um dos meus favoritos, virei fã do personagem e por isso, a coisa já foi bem diferente com a sequência, que foi provavelmente um dos filmes que mais aguardei esse ano. O medo de se decepcionar, com as expectativas tão altas, era inevitável. Mas ainda bem, o diretor Jon Favreau sabia o que estava fazendo.

Diferente do que seria o normal pra uma sequência de um blockbuster, Homem de Ferro 2 não é só uma versão anabolizada do primeiro filme, com tudo em maior escala. Na verdade, segue o mesmo estilo, apostando no desenvolvimento dos personagens, com uma boa história, ação pontual e um toque de comédia. A diferença é que aqui, já conhecemos perfeitamente os personagens e adoramos especialmente o protagonista, mesmo com as dúzias de defeitos dele e isso, entre outras coisas, é o que torna essa sequência tão boa.

Se gostamos de Tony Stark, o motivo é, acima de qualquer outra coisa, Robert Downey Jr. (no melhor momento da sua carreira, provavelmente). Com um carisma inabalável, o ator dá mais um show como o grande herói, mais à vontade do que em qualquer outro filme que participou nos últimos anos, dá pra ver que ele adora esse personagem. Por outro lado, Don Cheadle (do vencedor do Oscar Crash – No Limite) não consegue convencer como o grande amigo de Stark, James Rhodes. Deve ser estranho pra ele estar nesse papel, pois é bem assim para quem assiste. Fiquei esperando Terrence Howard (que interpretou o personagem no filme anterior) aparecer a qualquer momento, uma pena ele ter saído da franquia.

Todos os novos personagens não decepcionam e seus intérpretes se saem muito bem. Mickey Rourke, que me deixou com o pé atrás depois que apareceu com aquele sotaque estranho no trailer, se sai muito bem como o vilão Whiplash (me recuso a usar o nome dado a ele no Brasil), apesar de não mostrar todo o seu potencial aqui (quem viu O Lutador sabe que ele é muito melhor que isso).

E Scarlett Johansson me impressionou como Natasha Romanov, a Viúva Negra. Chega a ser triste o fato dela ter apenas uma grande cena de ação no filme, sua participação é excelente. Dos novos personagens, tem também Sam Rockwell (de A Espera de um Milagre), como o vilão Justin Hammer, numa atuação não de todo ruim, mas exageradamente caricata (entrar em cena toda hora falando uma frase de efeito enche o saco). Dos personagens do filme anterior, Gwyneth Paltrow está muito divertida como Pepper Potts, ainda melhor que no primeiro filme. Até Happy Hogan, o motorista de Stark vivido pelo próprio diretor do filme, Jon Favreau, tem aparições excelentes e hilárias.

Uma coisa que me agrada muito na franquia é o fato de que não tem um personagem que pareça desinteressante. Claro, cada um tem seu preferido e quer vê-lo mais tempo em tela, mas todos são muito bem construídos, de modo que nunca nos cansamos de nenhum, ou seja, não importa a cena, nunca vamos ficar incomodados com ninguém. Isso é mérito do roteiro, escrito por Justin Theroux (mesmo roteirista de Trovão Tropical), que junto com Jon Favreau, aposta tudo na força e carisma dos personagens e nos díalogos, que surgem ainda melhores e mais inteligentes que no primeiro filme.

Veja bem, apesar de se encaixar no gênero “Ação”, Homem de Ferro 2 não é exatamente um filme descontrolado, com explosões e barulho a todo momento. Como já foi dito, tudo é muito focado nos personagens, suas falhas e qualidades e no desenvolvimento da trama, que consegue envolver e ainda nos deixa sempre na expectativa para as cenas de ação.A grande sacada de tudo isso é que é tudo tão bem-feito que o filme não cansa em momento algum.

Quanto as sequências de ação, elas  podem não acontecer com tanta frequência, mas também quando acontecem, compensam qualquer espera: grandiosas, empolgantes e espetaculares (a pirotecnia e os efeitos visuais são incríveis), nos deixam na ponta da poltrona de tanta ansiedade. O clímax na Stark Expo é pra enlouquecer qualquer um e a batalha das armaduras – uma cena pra alegrar os fãs mais antigos  – é criativa por misturar humor, drama e ação numa mesma cena. Além de ser muito bem orquestrada.

Por falar nos fãs de HQ, Homem de Ferro 2 é  um grande presente para esse público. Se no primeiro filme a referência a criação do universo Marvel no cinema surge tímida, só na cena pós-créditos, aqui há citações explícitas ao Projeto Vingadores, Capitão América (a referência é bem engraçada) e Thor (pra essa é preciso esperar o final dos créditos). Quanto ao Homem de Ferro em si, alguns podem se decepcionar com a maleta-armadura, conceito adaptado da HQ que ficou muito melhor e mais realista que a ideia original e foi pouco aproveitado. Ah claro, há a aparição de Stan Lee também, que dura segundos e é provavelmente uma das mais engraçadas dos filmes da Marvel.

Com uma trilha sonora sensacional (AC/DC caiu como uma luva nesse filme), efeitos visuais excelentes, humor e ação na medida certa e uma história empolgante, Homem de Ferro 2 é o filme mais divertido de 2010 (e tem potencial pra manter esse título até o final do ano), um blockbuster excepcional, daqueles pra ver, rever e depois comprar o DVD pra ver mais dúzias de vezes.  Agora, fica a ansiedade para o terceiro (e último?) filme da franquia. Mas pelos planos da Marvel, já deu pra ver que não vamos precisar esperar muito pra ver mais de Tony Stark e Homem de Ferro nos próximos anos… E isso me deixa muito satisfeito.

Nota: 8

Marcelo Silva

Anúncios

9 comentários sobre “Filmes: Homem de Ferro 2 (2010)

  1. Hahaha tava inspiradão qdo fez esse texto hein?? kkkkkk

    mas concordo com tudo oq vc disse, realmente, filme mto bom, curti mto (Principalmente as cenas da corrida em mônaco xD)

  2. Beeeem feito o teu texto, porém eu até que gostei do Don Cheadle no papel do tentente lá.
    A cena do autódromo de Mônaco porra, foi tudo, tensa, bem feita, filmada, e engraçada.
    Acho que a Potts perdeu um pouco de espaço, e que a Scarlett poderia ser melhor aproveitada, pq ela so tem um grande momento no filme, que é a cena de luta, bem maneira, por sinal.
    Mickey Rourke não decepcionou como o vilao, achei ele melhor do que o do primeiro até, pooooooooooorém, a batalha final final mesmo, foi meio rapidamente finalizada, tipo, ele parecia qe ia da mó cabo do homem de ferro e do outro la, e pá, eles se unem, tipo o Dragonball, qe tem a fusão la, e pá, fim.
    Jon Favreau foi beeeem legal no papel dele lá de segurança, a parte do Nick Fury foi muuuuuuuito mas muito bem aproveitada, e parenteses inutil, quando apareceu o video do pai dele, eu achei que lee fosse falar no fim, Thank You, Namaste, and good luck HAHAHAHAHAHAHA.
    Enfim, teve tudo o que um blockbuster tem que ter, porém achei um pouco abaixo do primeiro, mas bem pouco mesmo.
    Vale um 8.5

  3. Muitos dizem que esse eh mais hardcore que o primeiro, mais explosivo, mais engraçado, porém, inferior ao primeiro. Não sei se porque vi o primeiro meio que de bode, achando que ia ser uma bosta, mas achei o segundo melhor. Talvez seja o calor do momento e o fato de eu ter me divertido mais do que qnd vi o anterior.
    Fato é que, como você mesmo apontou, esse filme esta mais ágil, mais engraçado e mais intessante (não que o outro tenha sido desinteressante).
    Para mim, o filme poderia ser composto com Tony e Pepper discutindo que estaria de bom tamanho 😛
    acredito que a única coisa que me incomodou foi a batalha final, mais especificadamente a morte do vilão (esqueci o nome dele). Como mencionaram no comentário acima, foi muito Dragonball pro meu gosto e, acima de tudo, rápido demais em comparação com o potencial do vilão.
    Mesmo sabendo a existência da cena final, sai do cinema antes dos términos dos créditos (beber muita coca durante a projeção tem suas desvantages). Do que se trata?
    Abraços.

  4. Diego
    A corrida em Mônaco só não foi melhor que a sequência final na Stark Expo. Toda a sequência é muito bem-feita. E não vou mentir, deu até vontade de ver uma corrida de F-1 no cinema. O som dos carros é ensurdecedor, hehe.

    Gabriel
    Realmente, a luta final contra o Whiplash deixou a desejar, podiam ter feito uma cena bem mais longa e bacana. E eu já estava adorando o filme mesmo, se fosse mais longe nem ia ligar, hehe. Mas o Rourke se saiu muito bem, independente disso. E não acho que a Potts perdeu espaço no filme, ela tem tanta importância quanto no primeiro e talvez só não tenha aparecido tanto porque havia mais personagens para mostrar não é?

    Picelli
    Eu acho que nunca vou me decidir qual dos dois é melhor, desde que saí do cinema na sexta tento escolher meu preferido, mas tem sido uma tarefa meio impossível, hehe. Acho que ambos estão no mesmo nível.

    Como eu disse no texto, essa sequência segue os mesmos moldes do primeiro, com a única (e significativa) diferença de que não precisa se ater as origens do personagem, o que ajuda a trama a ficar ágil e envolve ainda mais.

    Quanto a cena pós-créditos (SPOILER): Aquele agente especial da S.H.I.E.L.D. está de carro no meio do deserto, ele para num local e liga para seu chefe (Nick Fury certo?) e diz: “Senhor, nós encontramos”. A câmera vai se afastando e mostra o martelo de Thor enfiado na areia. Cena meio importante para os próximos filmes da Marvel, hehe.

  5. Eu adorei esse filme, gostei ainda mais que do primeiro, apesar de ter adorado ele também.
    Acho que, até agora, eu fui a única que não gostou do vilão… Achei muito forçado, e as aparições dele foram rápidas demais.
    Gostei da composição de todos os outros personagens, inclusive do Justin Hammer – eu chorava de rir cada vez que ele aparecia. E o Tony Stark, nem se fala, o Robert Downey Jr. o interpretou perfeitamente!
    Vi a cena pós-creditos, fiquei super empolgada, mas não reparei na aparição do Stan Lee, e nem na referência ao Capitão América. Qual foi ela?

  6. Eu já disse isso em outros blogs a respeito de Homem de Ferro 2, mas vou repetir: finalmente apareceu um diretor que sabe filmar uma continuação de nível. Coisa que até então ninguém tinha feito numa produção da Marvel. Filmaço! E as cenas em Mônaco são, realmente, tudo de bom.

  7. Bárbara
    O Stan Lee aparece numa fração de segundo, logo no começo do filme, quando a cena é filmada em primeira pessoa, eles passam pelo velhinho e Happy Hogan diz: “Veja, é Larry King” (por isso a piada bem bolada, hehe).

    E a referência a Capitão América é tão explícita! Quando Tony está construindo aquela enorme estrutura pra criar o novo elemento e o agente da S.H.I.E.L.D. está fuçando numa caixa cheia de coisas, aí tira o escudo inacabado do Capitão da caixa. Quando for rever o filme, não perde essas hein, hehe…

    Cristiano
    Obrigado pelos elogios e Downey Jr. é a melhor coisa do novo filme também!

    Roberto
    Como assim ninguém tinha feito numa produção da Marvel? E Sam Raimi com Homem-Aranha 2? Acho essa sequência fantástica e superior ao original (que já acho ótimo). Já com Homem de Ferro, acho ambos filmaços, no mesmo nível.

  8. Pingback: Homem de Ferro 2 ao som de AC/DC « XX Filmes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s