PREVIEW: Frost/Nixon

Road to the Oscars

5 indicações: Melhor Filme, Diretor, Ator – Frank Langella, Roteiro Original e Montagem

Baseado na peça de teatro de Peter Morgan (que assina o roteiro do longa), Frost/Nixon me impressionou. Eu, que conferi o filme com um certo preconceito – pois nunca gostei muito de Ron Howard – acabei queimando a língua quando me vi tenso e completamente envolvido na sensacional guerra verbal que David Frost e Richard Nixon travam numa histórica entrevista feita em 1977, quando o povo clamava pelo julgamento de Nixon, que havia renunciado por causa do escândalo do caso Watergate.

O filme é maravilhoso. Não cansa em momento algum, nos deixa nervosos e ansiosos para saber como aquilo vai terminar e claro, conta com Frank Langella e Michael Sheen nos papéis principais. Repetindo os personagens que interpretaram no teatro (uma decisão acertadissíma de Howard), eles hipnotizam com suas atuações, em especial é claro, Frank Langella. Ele incorpora Richard Nixon completamente e todo momento que o ex-presidente aparece, não conseguimos olhar para outra coisa. Uma atuação espetacular, merecedora de Oscar e que provavelmente ganharia, não fossem a presença de um certo lutador e de um ativista gay na disputa. E Michael Sheen não decepciona como David Frost, está ótimo e durante as sequências de entrevistas, só melhora. Num determinado momento, fica claro a insegurança de Frost quando Nixon rebate perguntas polêmicas de modo simples, como se estivessem perguntando o que ele comeu no café da manhã.

A trilha sonora de Hans Zimmer é excepcional e aliada ao trabalho dos dois atores, só ajuda a criar o clima de tensão entre os dois personagens no filme. Quanto a direção de Ron Howard… bem, é eficiente, mas ele não mudou nada. Seu jeito didático e certinho continua ali, mas dessa vez – ainda bem – isso não tornou o filme algo cansativo de assistir.

Frost/Nixon é excelente e vale a pena ser conferido. Foram indicações merecidissimas ao Oscar, ainda que eu tenha certeza que não vá levar nenhuma (não que não mereça, mas há uma forte concorrência esse ano). E é por isso que eu digo e repito que 2008 foi um dos melhores anos do cinema. E não deixe de conferir a critica completa do filme quando ele estrear.

Quando estreia: 6/03

Anúncios

4 comentários sobre “PREVIEW: Frost/Nixon

  1. Achei apenas ok…
    O roteiro na minha opinião explora muito pouco o intímo dos personagens e só abre espaço para a política, tornando o filme excessivamente chato e entediante. Ron Howard é falho e meio frouxo na direção, em nada acrescenta e só consegue empolgar a partir do ato final do longa.
    As atuações em si são excelentes, e por elas, vale à pena assistir, mas considero um longa descartável.

    Abraços!

  2. Opa, estou passando rapidinho só para lembrar que o prazo de envio das apostas para a segunda fase do 1º Bolão do Talking About Movies está chegando ao fim. As apostas para serão fechadas as 24h do dia 21 (proximo sábado). Não deixe de participar.
    Contamos com suas apostas!
    Abraço.

  3. Pingback: Retrospectiva 2009: Parte 1 « Sociedade Brasileira de Blogueiros Cinéfilos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s