FILMES: O Curioso Caso de Benjamin Button (2008)

Esta critica foi escrita em circunstâncias improváveis… (Se preferir, comece do fim para entender melhor. Foi isso que Benjamin Button fez. Neste caso, não por escolha dele, é claro…)

ROAD TO THE OSCARS:

13 Indicações ao Oscar, incluindo Melhor Filme e Diretor.

______________________________________________________

Por Marcelo Silva

FIM

Nota: 9,5/10

O Curioso Caso de Benjamin Button é fantástico, uma obra-prima que certamente já está entre os melhores da década. Simplesmente porque não é apenas um filme, é uma triste reflexão sobre o amor e a morte, um estudo sobre como a vida é maravilhosamente inevitável e repleta de surpresas, uma verdadeira lição de vida, para jamais esquecer…

A parte técnica do filme é perfeita. Os efeitos visuais são eficientes e para provar isso, quando Benjamin está velho ou quando está jovem demais, Fincher fecha a câmera no personagem diversas vezes, mostrando como a tecnologia aliada a maquiagem deram num resultado não menos que perfeito. Nenhum detalhe passou batido e fica perfeitamente convincente que Pitt viveu o mesmo personagem quando tinha 60 (com aparência de 20) ou 20 (com aparência de 60). A fotografia, por Carlos Miranda é belíssima. Cenas como a de Benjamin e Daisy sentados vendo o pôr-do-sol tem planos de encher os olhos. A trilha sonora de Alexandre Desplat merece um prêmio urgentemente. É tocante e se já é boa de ouvir sozinha, fica ainda melhor e mais bonita no filme. Torço pra que ganhe um Oscar em fevereiro.

O elenco está excelente. Brad Pitt entrega o que talvez seja a melhor atuação de sua vida no papel de Benjamin Button. Emociona e encanta, nos diferentes e marcantes momentos da vida do personagem. Consegue ser tão decrépito quanto galã. Cate Blanchett se confirma como uma das grandes atrizes dessa geração no seu papel, que sem dúvida exigiu muito dela, já que temos a época idosa da personagem também. E Taraji P. Henson está simplesmente encantadora como a mãe adotiva de Benjamin, em atuação que pode garantir indicação ao Oscar. Temos até uma participação de Tilda Swinton, que faz seu bom trabalho de (quase) sempre.

Alias, o filme está repleto de cenas inesquecíveis. A seqüência de coincidências já citada, o começo do longa, com uma história paralela (que envolve uma espetacular cena de guerra em rewind), mas ao mesmo tempo muito ligada a história de Benjamin (por motivos óbvios) e sem contar toda a parte final do filme, porque é quando percebemos que o inevitável fim está chegando, que quando a tela escurecer seremos tirados daquele mundo e é claro, porque… bem, melhor não contar, apesar de ser algo meio óbvio e assim como o fim do filme, inevitável. Mas é impossível não se emocionar.

Um filme com uma história como essa, sinceramente, tinha tudo para ser um desastre se caísse nas mãos de pessoas erradas. Mas o destino quis que David Fincher fosse o diretor, Eric Roth o roteirista e Brad Pitt o personagem principal da adaptação do conto. Fincher dirige o filme com segurança e – você vê claramente ali – com carinho. Ele mesmo disse que se encantou pelo conto em que o longa é baseado, não é de se surpreender que tenha tanto cuidado para adaptá-lo. Eric Roth faz um roteiro maravilhoso, desconstruindo o texto original num outro cheio de belos diálogos e seqüências memoráveis (quando Benjamin começa a narrar a série de coincidências que resultaram no motivo da sua ida a Paris, temos um primor de direção e roteiro que chega a arrepiar).

Benjamin Button é um homem diferente de todos os outros: ele nasceu com 80 anos de idade e diferente de todos a sua volta, vai ficando mais novo com o tempo. Quando tem por volta de sete anos e é ainda um velhinho que acabou de aprender a andar, conhece Daisy, uma garotinha encantadora por quem ele se afeiçoa imediatamente. O tempo passa, ele vai ficando cada vez mais novo e ela, vai ficando mais velha. Já com uma aparência de um homem com 30 anos, ele reencontra Daisy, que agora é uma mulher e com ela, viverá um lindo romance. No entanto, ela não é tão especial como ele…

Com atuações memoráveis de Brad Pitt e Cate Blanchett, efeitos fantásticos, aliados a excelente trilha sonora, um roteiro primoroso e a ótima direção, O Curioso Caso de Benjamin Button é incrível. Não apenas isso, ele faz refletir. Pelo menos me fez refletir sobre o amor, sobre a morte e como lidamos com ela, enfim, sobre as surpresas que a vida pode ter as vezes. Tudo isso por causa deste filme, que é sem dúvida o melhor trabalho de David Fincher desde Clube da Luta.

INICIO

____________________________________________________

Gênero: Drama – Fantasia
Duração: 159 min
Origem: EUA
Direção: David Fincher
Roteiro: Eric Roth
Produção: Frank Marshall, Kathleen Kennedy

Anúncios

9 comentários sobre “FILMES: O Curioso Caso de Benjamin Button (2008)

  1. Cara… adorei o filme assim como você e concordo com muita coisa que vc disse… dei nota 9,8 no meu blog, bastante raro de acontecer.

    Sempre que puder visistarei aqui, tenta dar uma passada lá no meu tb, ah e vou te linkar no meu blog tb blz?

    Abraços!

  2. Hehehe, gostei da forma como você comentou o filme 😉 Acho que todos gostaram de “Benjamin Button”, ao menos não vi ninguém falando mal do filme até agora. Estou bem ansioso, pretendo ver ainda nessa semana…

  3. Opa, estou passando só para lembrar que o prazo de envio das apostas para o 1º Bolão do Talking About Movies está chegando ao fim. As apostas para a 1ª fase serão fechadas as 24h do dia 21 (proxima quarta-feira).
    Não deixe de participar.
    Contamos com suas apostas!

    Adorei “Benjamin Button”. Já é meu preferido da temporada.
    Abraço.

  4. Pingback: Retrospectiva 2009: Parte 1 « Sociedade Brasileira de Blogueiros Cinéfilos
  5. adorei assistir este filme nunca assisti nada mais fantastico`,nunca vi um filme como este maravilhoso adorei.parabens!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s